Cântico da Mesa de Centro

.

Canto à mesa de centro
que é sempre tão triste e solitária
que sempre sempre ali está

é magnânima, é vigorosa
é humilde e caridosa
mais que isso, é prestativa

Nós a ornamentamos
e nem nos preocupamos em verificar
se de isso ela gosta
quando não, a enterramos de cinzas
e nem nos preocupamos com vossos pulmões
ou se ao menos é a favor das drogas

chegamos cansados
e somos bárbaros
jogamos-lhe as chaves do carro
e a carteira e os papéis e as revistas
e as contas e as sacolas e até restos de comida…
nós a pisamos!
e mesmo assim lá está ela, intacta e esmerosa

ela jaz lá
suportando quieta e amorosa
tão piedosa
e nunca refletimos que sem ela
só sobraria a televisão e o rádio em nossa sala
e a sala seria senão apenas um cômodo fútil, vazio…
e quanta falta faria aquela peça silenciosa

Diogo Rafael Lemos

________________

Simplesmente porque todos precisam de atenção.

Anúncios

Como você se expressa?

“Deixa eu falar filha da … (pi pi pi) expressão!”

Claro, você adora se expressar; falar e ser ouvido, escrever e ser lido, encenar e ser assistido. Todo discurso é feito para alguém, inda que esse alguém seja você mesmo. E não há sentimento mais puro do que a própria liberdade, “e o amor?”, alguns podem se perguntar, vos digo o que é o amor senão a liberdade de se deixar ser feliz.

Saiu uma matéria muito interessante no site do Skol Beats sobre o Tecktonik, que, grosso modo, é um estilo de dança que vem conquistando a Europa e que tem os dias contados para chegar ao Brasil, pois se o brasileiro não gasta muito de seu tempo lendo, debatendo, escrevendo ou participando de atividades enriquecedoras, o faz fuçando no lendário e indispensável Youtube: o oitavo pecado capital e um dos mais tentadores depois da gula.

A classificação de Tecktonik para a dança nonsense feita e negada por muitos veio em ótima hora. Mundo complicado? Agora você já tem a desculpa para as suas práticas diárias de tocar no talo a e-música (música eletrônica) no seu player portátil, no seu radinho de pilha ou no seu estéreo, de ficar pelado na frente do espelho e rodando a toalha; para você cuja filosofia de vida é “não use drogas, use  música“. Vivas ao Tecktonik!

Em volta da qual pretendo compromissar-me em assiduidade, deixo-lhes com o maravilhoso vídeo da francesinha Yelle e sua versão remix de “A Cause des Garçons”.
Lembrem-se “não se reprima, não se reprima”.
Bom tecktonik pra vocês e uma ótima semana.

Que tal comentar?

  • Sobre Mim:

    Diogo Rafael Lemos é um estudante de Letras Português Inglês pela Universidade Federal de Sergipe e amante do mundo pop. Entre suas grandes fixações estão Ídolos, American Idol, Séries e Dido. Tem 20 anos, é meio carioca e meio baiano, e mora atualmente em Aracaju.
  • Caso artistas, gravadoras, filmadoras, redes de Tv etc. estejam desgostosos com a exibição de algo nesse blog, favor comunicar-me para que imediatamente seja retirada toda e qualquer música, imagem, vídeo, entre outros.
    Obrigado
  • Agenda

    • outubro 2007
      S T Q Q S S D
      « jun   nov »
      1234567
      891011121314
      15161718192021
      22232425262728
      293031  
  • Pesquisar