Ê Brasil cuidadoso!

 dengue.jpg

Ontem veio uma moça para observar focos da dengue pela região. Ela entrou em minha casa, teve medo de meus cachorros e fingiu que olhava alguma coisa. Ela não fez extremamente nada! Até fazer a chatice de falar pela milhonésima vez como evitar a dengue (que eu pacientemente ouviria) que ela deveria ter feito, não fez. Ainda tem muita gente desinformada, por mais que saia na TV. A única coisa que ela perguntou foi onde ficava a ficha de controle de dengue para assinar.

Entendendo que ela não faria nada, eu disse que em um surto de dengue passado, todos de minha casa e vizinhos em geral ficaram com dengue e que acreditávamos ter um foco por perto. Ela, num ato bem sábio, disse que como já conhecemos os sintomas, se ficarmos doentes, devemos ir ao médico. Ó, claro, se ela não falasse! ‘¬¬. Depois perguntei sobre o carro (que eu pensei que se chamasse “fumaceiro”) fumacê, se havia a possibilidade de pedir a prefeitura que enviasse, já que há a possibilidade de um foco pela região. Ela disse, entre milhões de “né?”, que esse carro só passa em locais em que várias pessoas já ficaram doentes e que se eu ligasse não passaria, a menos que nós ficássemos doentes e a prefeitura soubesse.

carro_fumace.jpg (Não na minha cidade)

Isso é Brasil, sempre remediando. Não é mais fácil eles passarem o carro, ao invés de sobrelotarem os postos médicos? Isso chama-se compensação.

Vão mudar o slogan para “somos brasileiros e não morremos nunca”?

4 Comentários

  1. É a boa vontade dos nosso funcionários públicos, seja na rua “evitando a dengue”, ou te atendendo num hospital!

    Ainda bem que to beeeeem longe desse foco 🙂

    E to little, to late não é tão chata mesmo, mas é que eu já ouvi tanto que não aguento mais hahaah

  2. Já é mais que notório o fato de que o fumacê não resolve porra nenhuma: dia desses eu vi uma entrevista no SETV o veterinário e sanitárista João Farias, ele falava que o fumacê nem de longe é um bom metódo pois não consegue adentrar as profundesas de nossas casa e combater os focos…em relação ao agentes…. Nem precisamos explicar que fazem mal e com má vontade todo o trabalho de prevenção e informação que deveriam…

  3. DxiogO, adorei a matéria ! Adorei qdo vc falou q a moça teve medo de seus cachorros…rsrsrs, não era pra menos, “né?” rsrsrs


    Aqui na minha linda cidade tb é assim: a moça chega, olha a lavanderia e assina o papel atrás da porta…, se alguém adoecer vai pro hospital mais lotado do Brasil..tenho certeza q vc sabe qual é…!!

    beijãO..
    ah, não pense q não leio tuas matérias…tô sempre por aqui…
    Obs.: O blog ficou super fashion com as cores de meu flamengo !! amei..!! =]]

  4. As pessoas falam o que não sabem.. O procedimento da moça foi correto, a menosq sua casa fosse um lixão e ela precisasse ficar meia hora( ela não é paga p tirar lixo da casa dos outros). O trabalho dos agentes é orientar o morador a estar sempre fazendo a vistoria d seu próprio imóvel.. E quanto aos cachorros, você é quedeve prendê-los antes da visita entrar na sua casa.
    Prontofalei!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  • Sobre Mim:

    Diogo Rafael Lemos é um estudante de Letras Português Inglês pela Universidade Federal de Sergipe e amante do mundo pop. Entre suas grandes fixações estão Ídolos, American Idol, Séries e Dido. Tem 20 anos, é meio carioca e meio baiano, e mora atualmente em Aracaju.
  • Caso artistas, gravadoras, filmadoras, redes de Tv etc. estejam desgostosos com a exibição de algo nesse blog, favor comunicar-me para que imediatamente seja retirada toda e qualquer música, imagem, vídeo, entre outros.
    Obrigado
  • Agenda

  • Pesquisar